Law of The Devil 10 – Quem sabe!

Relian continuou a morder seus lábios e atuando. Ela disse em uma voz baixa e suave, “O-o que você está planejando em fazer comigo?” enquanto olhava para ele com uma expressão de dar pena.

 

Duwei gargalhou e a escaneou para a provocar. Ela podia sentir que não havia nenhum sinal de desejo vindo dele.

 

Duwei jogou um cobertor para cobrir o corpo.

Ler maisLaw of The Devil 10 – Quem sabe!

Law of the Devil 09 – O Plano de Sedução da Rolynn

A teimosia do mago era muito mais do que ele havia esperado.

 

“Continuem de olho nele, não deixe escapar. Não esqueçam que ele é um mago. É só não deixar ele recuperar mana. Um mago sem mana é pior que uma pessoa normal.” Duwei disse aos cavalheiros olhando para o cativo. “De vez em quando, jogue água gelada nele. Não deixe ele ter tempo de dormir ou meditar.”

Ler maisLaw of the Devil 09 – O Plano de Sedução da Rolynn

Law of The Devil 08 – Conjuração Instantânea

“Oh, certo”. Duwei concordou e gargalhou. “Então encontre um quarto para ela e deixe ela mesmo tirar. Eu não tenho outras intenções.” Então Duwei voltou seu olhar para a garota e disse “Eu não tenho outras intenções, só estou interessado em sua armadura.”

 

“Se você ousar em me tocar, eu vou fazer você…” A garota praguejou.

 

Duwei voltou e cutucou a face dela com um dedo. “Agora eu te toquei. O que você vai fazer comigo?”

Ler maisLaw of The Devil 08 – Conjuração Instantânea

Law of The Devil 06 – Coração Inquieto

Ao anoitecer, uma bela carruagem lentamente cruzava uma estrada na província de Kete. Esta carruagem era feita de materiais de primeira, com um símbolo cravado nela, uma íris envolta por duas espadas cruzadas, e uma coroa no topo dos cabos. Duas espadas significavam que esta família já teve um marechal servindo ao rei, e a coroa significa que possuem ligação com a família real.

 

Haviam ali dez cavaleiros em uma armadura leve cercando o carro. Apesar das armaduras serem de boa qualidade, os cavaleiros não estavam muito animados. Mard sentava-se ao lado do motorista da carruagem (n sei como chama o cara q guia) com uma palha em sua boca. Ele olhou para o céu então bateu na janela da carruagem. “Mestre Duwei, deveríamos procurar um lugar para descansar? Está ficando escuro.”

Ler maisLaw of The Devil 06 – Coração Inquieto

Law of The Devil 05 – Mestre do Veneno

Desapontamentos contínuos assombravam o conde. Então ele começou a se esforçar mais.

 

Não se engane, ele não tinha intenção em investir no seu filho. O conde se esforçou com sua esposa. Se seu filho não tinha futuro, então ele não iria poder herdar a família e carregar o legado. A solução era ter outro filho.

 

Os esforços do conde foram recompensados. Depois de um mês a esposa do conde estava grávida e no próximo inverno, o conde Raymond conseguiu seu segundo filho.

Ler maisLaw of The Devil 05 – Mestre do Veneno

Law of The Devil 04 – Sem Talento para Magia

Clark estava satisfeito com a reação da criança. Ele olhou para a bola de cristal e disse, “Venha, deixe-me ver se você tem talento. Eu concordo em lhe ensinar, mas somente se você tiver talento. Do contrário…”

“O que eu devo fazer?”

“Coloque sua mão na bola de cristal e segure com força. Então pense em algo, pode ser felicidade ou raiva. Algo que mostre suas emoções. Agora vamos ver seu talento.”

“Concentre-se, agora, pense. Tente o seu melhor para pensar na sua memória mais profunda.” Clark disse a Duwei.

Ler maisLaw of The Devil 04 – Sem Talento para Magia

Law of The Devil 03 – O Caminho da Magia

Rumores espalharam-se imediatamente na cidade imperial. O filho retardado da família Roland fez seu professor ir embora.

 

Pessoas alegremente falavam sobre coisas infelizes acontecendo com uma pessoa significante.

 

O conde Raymond também cometeu um erro quando ele ofereceu a recompensa para encontrar uma pessoa que fizesse seu filho falar. Este evento tornou Duwei  famoso na cidade e tornou-se um tópico de entretenimento.

Ler maisLaw of The Devil 03 – O Caminho da Magia

Law of The Devil 02 – Não Fala, Nem Pode Lutar

O dia do retorno triunfante.

 

A capital imperial estava celebrando. Entretanto na mansão do conde o oposto acontecia. Era simplesmente um silêncio vazio. Nenhuma festa de celebração, nem cerimônia, nem mesmo um jantar.

 

O conde correu para sua mansão, e recusou ver alguns convidados, pois ele estava a três anos sem ver a família. Mesmo desapontando os convidados, ninguém podia recusar esta razão. Dentro da mansão do conde, o herói do reino e seu filho estavam encarando um ao outro.

Ler maisLaw of The Devil 02 – Não Fala, Nem Pode Lutar