Konjiki no Word Master

Konjiki no Word Master 01: Arrastado para Outro Mundo


 

Pode parecer um pouco confuso o uso de ele e eles algumas vezes, mas konjiki no word master foi traduzido de uma forma diferente do tate. Então já sabem né.


 

Okamura Hiiro calmamente analisou a cena diante de seus olhos. Ali estavam presentes pessoas que ele nunca havia visto.

Além disso, vários homens estavam vestidos como sacerdotes que dificilmente vieram do Japão e dentre eles também, havia uma garota, utilizando um vestido rosa.

Ele checou o ambiente olhando ao redor. O prédio no qual ele se encontrava era um átrio, dessa forma ele podia ver o exterior muito bem enquanto sentava-se.

Mas já que ele podia ver uma cadeia de montanhas a distância e não só o chão, ele concluiu que estava em um lugar bem alto.

O prédio era uma torre ou algo parecido. O telhado era suportado por vários pilares e tinham estranhos desenhos não familiares entalhados. Eram desenhos como as artes de murais egípcias.

O que ele reconheceu foi as quatro pessoas que estavam próximas a ele, vestindo o mesmo uniforme do ensino médio.

Eles eram seus colegas de classe, mas ele nunca falou com eles. Então, porque ele estava aqui junto a eles?

Um circulo mágico como de um jogo estava desenhado no chão aos seus pés.

Obviamente pessoas estranhas, um cenário não familiar e um circulo mágico.

Ele pode mais ou menos entender o que aconteceu nesta situação.

E a garota de vestido confirmou isto com suas palavras.

 

Garota:”Eu, Eu os saúdo, Heróis!”

 

É, esse era o tão falado mundo diferente.

Até agora ele estava na escola. Matando aulas dormindo o tempo todo no terraço, quando ele voltou a sala para buscar sua bolsa depois das aulas, ele encontrou esses quatro.

Como sempre, ele foi direto para a mesa dele sem olhar muito para eles. Eles franziram um pouco quando viram ele, mas ele ignorou eles pois ele não ligava.

Mas então uma luz brilhante de repente surgiu abaixo de seus pés. Todos os cinco presentes, incluindo Hiiro, encontravam-se paralisados no local diante da surpresa repentina.

Tudo ficou branco neve na frente dele e em seguida, ele se encontrava na presente situação.

Os sacerdotes comemoravam alegremente. Gritando algo como “SIM!” e “Foi um sucesso!”, eles ignoraram os cinco, que estavam confusos com o que aconteceu de repente.

Entretanto, eles pareciam exaustos e estavam soando como tivessem participado de uma maratona.

Por outro lado, a garota tinha um longo cabelo laranja até seus ombros, que fez a possibilidade dela ser japonesa tornar-se inviável. Ela era uma verdadeira bishoujo[1]Garota bonita, tinha grandes olhos e uma face adorável.

Ela possuía sem dúvida, uma beleza estonteante.

Junto aos homens, a garota deixou um sorriso largo escapar. Tecnicamente os cincos foram invocados sem questionamentos.

Ele nunca iria imaginar a possibilidade de experimentar algo como isto. Apesar que Hiiro estava bem calmo até agora, uma parte dele continuava a se recusar a acreditar nisso até agora.

Os outros pareciam sentir o mesmo ao serem invocados já que suas faces mostravam que eles não conseguiam compreender o que estava acontecendo. Então finalmente um deles falou.

 

Garoto:”H-Heróis? O que você quer dizer?”

 

O garoto chamado Aoyama Taichi tinha cabelos alvejados, mas uma expressão séria e uma aura gentil.

Para completar, ele era alto e  bonito, e ele era muito popular com as garotas na classe.

A garota baixou sua cabeça ao ouvir a questão de Taichi.

 

Garota:”Ah, minhas sinceras desculpas! Sua majestade pessoalmente vai explicar esse assunto para vocês! Então sigam-me!”

 

Ela fez uma aparência formal assim que disse isto. Olhando de perto, ela parecia um pouco pálida. Era difícil de dizer com seu sorriso antes, mas assim como os homens, ela estava soando também, provavelmente exausta pela invocação.

Taishi pareceu perceber suas condições também e pensou que era melhor ouvir ela agora ao invés de permanecer ali, já que provavelmente isso iria fornecer a garota algum descanso.

Taishi trocou olhares com todo mundo exceto Hiiro e concordou afirmando.

 

Taishi:”Ok. Eu tenho mais ou menos uma ideia do que aconteceu, mas nós vamos ouvir o que você tem a dizer.”

 

Parecia que os outros quatro também entendiam a sua situação.

Dessa forma, os cinco foram guiados ao diante ao rei na <<Sala do trono>> pela garota. Hiiro não deixou de observar a área no caminho.

Julgando pelas cores dos cabelos e olhos dos servos e soldados, ele pode concluir que ali não era o Japão.

O prédio no qual eles se encontravam era certamente uma torre e encontrava-se ereta no meio de um grande castelo.

 

Rei:”Oh, eu aprecio vossa chegada, Heróis.”

 

O homem sentado no trono disse com um sorriso tranquilizante. Não precisavam dizer a ele que eles não vieram por vontade própria.

 

Rei:” Eu tenho certeza que vocês estão confusos devido as circunstâncias repentinas. Mas não se preocupem, eu vou explicar adequadamente agora.”

 

Depois de dizer isso, ele começou sua apresentação.

 

O reino se chamava << Victorias>> e o rei unificou os <<Humas[2]Nome da raça humana na série>> do mundo de <<Edea>>, deste mundo aqui. O continente estava dividido e cada raça tinha seu próprio país.

Os chamados  <<Gabranth>> eram a raça com características de animais como um lobisomem ou um gato selvagem e viviam em <<Passion>>, o pais das bestas.

Assim, os <<Evila>>, comumente conhecidos como demi-humanos, eram uma raça de demônios e fantasmas e viviam em <<Xaoc>>, o país dos demônios.

Por último, havia os <<Pheom>> que eram uma raça composta por fadas e spiritos, mas eles não tinham um país próprio. Eles viviam em um pequeno assentamento onde haviam alguns deles. Dificilmente alguém iria ver eles, já que eles não interagem com outras raças.

E na frente deles sentava-se Rudolph van Strauss Arcliam, o rei de <<Victorias>>.

Próximo a ele sentava a rainha Mãris e a garota, que os guiou até aqui, era a primeira princesa Lilith. Humas, Gabranth e Evila. Entre essas três raças existia uma tensão como nunca antes.

Particulamente o Senhor dos Demônios de <<Xaoc>> planejou destruir os Humas e os Gabranth.

Ele parecia pensar que sua raça era a unica que merecia dominar <<Edea>> com sua força superior. Então ele tentou fazer um mundo só de Evila eliminando os Humas e os Gabranth.

Os Evila certamente possuim um enorme poder mágico e possuem também uma força brutal de batalha.

Magia existia neste mundo e sem precisar dizer, quanto mais forte o poder mágico, mais forte a magia. Os Humas tinham um poder mágico também, mas era relativamente baixo.

Claro que magia não era tudo na batalha, mas a mágia usada pelos Evila era muito poderosa e um humano não tinha nenhuma chance de derrotar nem mesmo um demônio de rank baixo sozinho.

Até mesmo um aventureiro de Rank alto de uma guilda de aventureiros tinha que formar um time para lutar contra os Evila.

O rei temia que eles seriam destruídos mais cedo ou mais tarde e considerou destruir os Evila antes disso. Naquela ocasião, eles usaram magia de conjuração, que foi proibida como uma magia antiga.

Mas ela foi proibida por uma razão. Foi mostrado que a magia de conjuração não era muito onipotente.

A magia de conjuração consumia um grande poder mágico e se usada por alguém sem perícia, corria o risco de <<Repercussão>> e fazer a o poder mágico utilizado ficar fora de controle.

Essencialmente, a magia de conjuração somente poderia ser usada pela família real, mas isso não significava que qualquer um da realeza poderia utilizar a magica.

Várias tentativas falhas resultaram em surtos mentais ao serem expostos a um grande poder mágico, ou algumas vezes a morte.

Não era uma magia de conjuração simples. Era uma magia herética que abria um caminho para outro mundo e assim carregava um certo risco.

Neste ponto, os humas seriam exterminados. Para evitar isto, foi necessário a invocação dos heróis de outro mundo a todo custo. Um livro antigo contava as histórias de heróis sendo conjurados no passado e salvando humas de uma calamidade terrível.

Heróis possuíam um poder mágico incrível e poderiam utilizar habilidades físicas e magias impensáveis para os humas. Sabendo disso, Rudolph endureceu seu coração e pediu para suas filhas. Mas a quarta e a terceira princesa ambas falharam e perderam suas vidas na <<repercussão>>.

(Ele sacrificou as próprias filhas?)

Ao ouvir a explicação do rei, Hiiro julgou sua insanidade. Mas falar aqui somente iria complicar a situação, então ele continuou calado.

A rainha lamentou a morte de suas filhas uma após a outra, mas ela tinha casado em uma família real e não fazia parte da realeza, então ela não tinha o sangue puro real e não podia usar magia de conjuração. A segunda princesa foi a próxima.

Ela conseguiu evitar a morte, mas entrou em coma até agora. Então somente sobrou Lilith e Rudolph, os quais eram os únicos que poderiam usar a magia de conjuração. Como não podia ocorrer mais falhas, ele decidiu fazer isso ele mesmo.

Entretanto, todo mundo foi contra isto. Precisamente perder o rei, o centro do país, iria levar a decadência imediata dos humas pelos evila.

Lilith entendeu isso e se ofereceu para o país. Ela estava com medo, muito medo, mas nesse ponto tudo iria desaparecer. Se ela iria ser morta de qualquer forma, ela preferia escolher o momento por sua própria vontade.

Ela conduziu a cerimônia de conjuração com esses sentimentos.

A cerimônia foi realizada com os sacerdotes usando o poder de Lilith como médium. Lilith sentiu sua consciência se esvair durante a cerimônia e quando ela desistiu, pensando que ela não era boa para nada, o circulo mágico liberou uma luz obscura.

Então as cinco pessoas apareceram.

 

Taishi:”Entendi. Então você trouxe nós aqui para proteger os Humas dos Evila.”

 

Taishi concordou algumas vezes com a cabeça durante a explicação.

 

Rudolph:”Sim. De acordo com os documentos, há quatro heróis no total. Hm? Falando nisso, eu percebi agora, há… cinco de vocês.”

 

Exatamente. Cinco pessoas foram conjuradas desta vez. O rei parecia estar questionando o sábio mais próximo. O sábio ajustou seus óculos afobado.

 

Sábio:”Eu, Eu não faço ideia! Mas eu acho, todos eles são heróis…?”

Rudolph:”Hmm…Então nós só temos que descobrir. Todos vocês, mostrem me suas habilidades.”

 

Rudolph disse isto, mas Hiiro e os outros inclinaram suas cabeças intrigados.

Rudolph:”O Que foi? Não me digam que vocês não podem mostrar suas habilidades?”

 

Taishi respondeu como representante com um “realmente”.

 

Rudolph:”Recitem <<Status>> na sua mente.”

 

Todo mundo fez o que foi dito. Claro, Taishi também. Então uma janela de status semelhante a de um jogo apareceu em sua frente.

 

Hiiro Okamura
LVL 1
HP 24/24
MP 120/120
EXP 0
PROX 10
ATK 13
DEF 8
AGL 27
HIT 11
INT 23

≪Atributo Mágico≫ Nenhum

≪Magia≫ Magia das Palavras (Sequência Unica desbloqueada)

≪Títulos≫ Espectador Inocente – Viajante de Mundos –Mestre das Palavras

 

 

 

 

Se você encontrou um erro de ortografia, ou quer oferecer uma sugestão, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.

Notas do Tradutor   [ + ]

1. Garota bonita
2. Nome da raça humana na série

View Comments

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: