Konjiki no Word Master

Konjiki no Word Master 12: Desejo Por Carne


Hiiro é um glutão.

Edit: Saiu o mangá deste capítulo aqui: Mangafox (Inglês)

Veja pelo menos a ilustração ;D


 

 

A serra Torchu era um ponto de encontro de monstros. Nosso protagonista tinha de passar por ali para chegar ao seu destino Surge então…

Hiiro:”UWAAAAAAH!”

 

Correndo com toda sua força. A razão, um numero irritante de demônios estava o perseguindo.

 

Hiiro:”Droga! Quem iria pensar que esta era a Planta de Desastre Torchu!”

 

Ele entrou em uma rachadura, despistando os monstros.

Como isso aconteceu? Ele finalmente chegou a serra, mas ele percebeu que sua comida estava acabando.

Enquanto ele vagava por ai, encontrou uma planta crescendo ao lado da estrada. Essa planta tinha frutos, que emitiam uma fragrância doce como morangos.

Ainda por cima, as frutas eram bem largas e ele foi as coletar, pensando que poderiam servir como comida.

Entretanto, a planta não possuía raízes, mas sim uma medonha forma humanoide de árvore. De repente ela começou a gritar, então seu coração quase parou de bater.

Ele se lembrou que a mulher da guilda disse a ele sobre um demônio chamado “Planta do Desastre Torchu” antes de vir para cá. Não era uma planta, mas um demônio. Uma vez tirado da terra, ele gritava e atraia todos os monstros por perto.[1]Me parece uma mandrágora

Sem saber que essa planta era o tal demônio, ele paralisou no lugar sem entender o que estava acontecendo, então um enxame de demônios avançava em sua direção.

(Esse mundo realmente é interessante)

Enquanto pensava isso, ele segurou seu folego e checou os arredores. Parecia que os demônios foram embora.

 

Hiiro:”Fuh. Eu achei que eu poderia os derrotar, mas muitos apareceram de repente…”

 

Seria fácil se tivesse até 10 deles.Mas agora a melhor decisão era se esconder.

Ele caminhou, lembrando-se de tomar cuidado com o demônio de agora em diante.

Hiiro:”Ainda sim, continuo com fome.”

 

Depois de ter corrido. Ele incansavelmente procurou algo comestível e sentiu um cheiro aromático de algum lugar.

 

Hiiro:”Melhor eu verificar.”

 

Ele foi em direção ao cheiro. Depois de algum tempo, ele encontrou um pequeno córrego e alguns peixes sendo grelhados em espetos ao fogo. O grande cheiro aumentou sua fome.

Engolindo seco, ele sondou a área, procurando pelo responsável. Mas ninguém estava por perto.

 

Hiiro:”Hmmm~”

 

Ninguém por perto. Peixe grelhado delicioso a sua frente. Um estomago vazio. E novamente, ninguém por perto.

 

Hiiro:”…Hora de comer.”

 

Ele não pode se segurar. No momento que ele tentou pegar o peixe.

 

?:”Se afasteeeeeeeee!”

 

Uma terrível intenção de matar veio por trás dele, então ele pulou para o lado. No lugar onde ele se encontrava, agora estava um homem segurando um bastão de madeira.

 

?:”Saia daqui! Eu não vou lhe dar nenhum! Essa é a minha comida!”

 

Enquanto dizia isso, ele apontou para os espetos. O homem tinha cablo curto azul. Ele parecia que estava perto dos 30.  Mesmo coberto pela sua armadura, era perceptível que ele tinha músculos bem trabalhados.
Ele carregava uma espada larga em suas costas, que levou Hiiro a pensar em como as coisas tornariam-se problemáticas se ele a sacasse.

(ainda sim…)

Encarando o peixe, seu estomago roncou novamente.

 

?:”Garoto! Declare seu nome! Tentando roubar comida de mim, o grande Arnold, é imperdoável! Diga seu nome!”

 

Com os olhos entre abertos, Hiiro pensou:”Que cara problemático.”

 

Arnold:”Eu não tenho nada para lhe dar! Diga seu nome e vá embora!”

 

Parecia que ele tinha de declarar seu nome de qualquer forma, mas ele considerou o que fazer.

 

Hiiro:”….Hm, primeiro, me ouça.”

Arnold:”Porque você está agindo dessa forma, seu ladrão! Eu não vou ser ludibriado! Esta é minha comida! Afinal eu pesquei os peixes!”

Hiiro:”Esses peixes são seus?”

Arnold:”Sim! E dai?”

Hiiro:”Ok, me entregue os.”

Arnold:”Não pense que sou tolo!”
Hiiro:”Eu estou morrendo de fome, então me entregue.”

Arnold:”Grr, que pidão. Foi assim que seus pais lhe educaram, seu pirralho!”

Hiiro:”Quem se importa com isso. Primeiro, entregue os peixes, velhote!”

Arnold:”O que foi que você disse? Quem você está chamando de velhote!”

 

Quando Hiiro pensou que Arnold fosse se transformar de tanta raiva acumulada, alguém apareceu dos arbustos.

 

?:”T-Tio…”

 

Era uma garota perto dos 10 anos. Ela tinha um cabelo prateado, mas ela vestia uma toca que escondia seu cablo.

Seus grandes olhos possuíam pupilas azul celeste. Mas agora, esses olhos estavam preenchidos com ansiedade e seu pequeno corpo tremia.

Arnold:”O-Oh, Muir~! Me de um tempinho! Eu vou educar este larápio com meu punho do amor agora mesmo!”

 

Por alguma razão o homem estava falando sobre ele, mas Hiiro estava encarando a pequena garota, que se escondeu.

 

Hiiro:”…..Hah. Entendi agora.”

Arnold:”Hm? Você entendeu o que, pirralho?”

Hiiro:”Eu não vou pedir todos os peixes, só me de alguns.”

Arnold:”Nunca te ensinaram a como pedir um favor, pirralho?”

Hiiro:”Huh? Eu não vou mais incomodar.”

Arnold:”Você não está em posição para isso.”

 

Agarrando seu bastão, o homem tornou-se inflado com hostilidade. Então ele pulou em direção a Hiiro com uma grande velocidade. Hiiro recuou, desviando do ataque de bastão.

(Tão rápido… E ele nem está sério ainda.)

Enquanto desviava, Hiiro analisava a força de seu oponente o observando.

Mas seu oponente fazia o mesmo.

 

(Hmm, esse pirralho tem bons movimentos)

Arnold estava só o testando, mas seu ataque foi evadido tão facilmente, que ele concluiu que Hiiro era bem capaz. Então os dois se encararam a distância.

Hiiro pegou o cabo de sua “Perfuradora”. O homem também agarrou a espada larga em suas costas. A Tensão no ar e o silêncio se espalharam, até um grito ressoar. Ele veio da garota chamada Muir.

Três Kongs Bárbaros, demônios gorilas gigantes, apareceram atrás da garota. Eles provavelmente foram atraídos pelo cheiro do peixe e já estavam prontos para atacar a garota em qualquer momento.

 

Arnold:”MUIIIIIR!”

 

O homem sacou sua espada larga e foi em direção aos Kongs Bárbaros. Sua velocidade era totalmente diferente de antes. Os demônios estavam mesmerizados com o que viam.

Arnold conseguiu cortar o braço do que tentou  atacar Muir.

 

“GUAAAAH!?”

 

Enquanto sangue se espalhava pelo chão, o macaco moveu seu outro braço, mas o homem segurou com sua espada e desesperadamente protegia Muir que encontrava-se atrás dele.

 

Muir:”T-Tio…”

Arnold:”Está tudo bem! Deixe isto para mim e se proteja.”

 

Ele tentou falar para ela se abrigar, mas outro Kong Bárbaro apareceu atrás dele.

 

Arnold:”Droga”

 

Desse jeito, Muir estava em perigo. Mas ele tinha suas mãos cheias com os outros três em sua frente.

(Kuh! E agoraa! Será que eu uso isso… Mas eu vou ferir Muir também…!)

 

Então ele ouviu uma voz a distância.

 

Hiiro:”Hey~Posso comer agora?”

 

Em um momento inapropriado, Hiiro encarava os peixes em sua frente.

 

Arnold:”Hey, espere ai! Comer agora?! Leia a atmosfera, maldito!”

Hiiro:”Falando nisso, você está com problemas?”

Arnold:”Se você está vendo, então me ajude.”

Hiiro:”Não. Porque eu trabalharia de graça. Ridículo.”

Arnold:”O quê!”

 

O homem desviou o ataque do demônio quando seus olhos ficaram vermelhos.

No momentum de repelir todos, ele ficou na frente de Muir. Mas quatro Kongs Bárbaros o cercaram. Um momento de descuido, Muir estaria em perigo.

O que eu faço?

 

Vendo Arnold cercado, Hiiro permaneceu calmo. Sua fome o dominava, seu estomago roncava sem cessar.

(Então, o que fazer… Esse ronco é irritante. Será que eu pego a comida secretamente? Nah, ele vai perceber)

 

Enquanto ele encarava o peixe delicioso, uma faca foi atirada aos seus pés. Pegando a faca jogada no chão, ele encarou o culpado.

 

Hiiro:”Hey, qual é seu problema, velhote.”

 

Sim, Arnold atirou a faca.

 

Arnold:”OK, ouça bem, idiota! Você pode ficar com os peixes! Mas me ajude! Esse é o trato! Se você quiser comer, me obedeça!”
Hiiro:”Não”

Arnold:”Q-Qu-“

 

Ele não esperava Hiiro recusar.

 

Hiiro:”Eu posso muito bem roubar esses peixes e correr.”

Arnold:”Seu cretino!”

Hiiro:”Não gosta de brincadeiras, huh.”
Arnold:”Não peça o impossível nesta situação!”

 

Hiiro verdadeiramente fazia as coisas no seu ritmo.

(Oh, então, vamos trabalhar pelo peixe…)

No momento que ele pensou isso, Arnold cortou o braço do demônio e o braço brilhantemente caiu no fogo.

 

Arnold:”…aw.”

Hiiro:”NÃO PODE SER!!!”

Os peixes foram cruelmente esmagados pelo braço e foram cobertos por areia, fazendo eles não serem comestíveis.  Vendo isto, Hiiro gradualmente perdeu sua vontade e então…

 

Hiiro:”Bem, hora de ir embora.”

Arnold:”Hey, espere ai!”

Hiiro:”Que foi? Já que meu pagamento ficou desse jeito, eu perdi minha motivação.”

Ele não podia forçar Hiiro a se responsabilizar, Hiiro não concordou com as negociações e o que ocorreu com os peixes foi culpa de Arnold.

Mas se ele não conseguisse a cooperação de Hiiro, ele teria de lutar com uma fera selvagem enquanto protegia Muir. Eles não eram o problema, mas já que tinha que proteger Muir, era difícil.

 

Arnold:”C-Certo! Ouça, pirralho!”
Hiiro:”Mhh?”

Hiiro, estava para ir embora, mas se virou com o último grito de Arnold.

 

Arnold:”Shhh! É minha última chance! E-Eu lhe darei um pouco de “Carne do Aqua Hound[2]Hound é cão de caça, normalmente do inferno, pense no cerberus!, então me ajude!”

Hiiro:”O Que é isso?”

Arnold:”Você não sabe? É carne de primeira! Comer ela grelhada, faz sua boca derreter e você fica viciado!”
Hiiro:”OHO!”

Os olhos de Hiiro brilhavam.

 

Ouvindo isso ele se lembrou do “Ramen de Frutos do Mar Viciante” que ele comeu em <<Victorias>>. Era delicioso. Incrivelmente delicioso. Ele queria comer novamente.

Hiiro amava comer, então era a oportunidade de comer algo bom.

 

Hiiro:”Melhor você não estar mentindo.”

Arnold:”Huh? Claro que não! Não me entenda mal!”

 

Nesse momento Arnold desviou a garra de um dos monstros.

 

Arnold:”Droga! Ouça , garoto! Eu garanto o gosto! Mas só estou lhe dando uma porção!”

 

Naquele momento, um Kong Bárbaro agarrou Muir e levou-a a sua boca. Aparentemente iria comer-la.

 

Muir:”Kyaaa!”

Arnold:”Shit”

Quando ele pensou que Muir foi comida, o braço foi cortado.

 

“GUAAAAH?!”

 

A garota caiu de suas mãos ao chão. Muir fechou seus olhos, preparando-se para o impacto. Arnold viu isso e gritou. Então…

 

HIiro:”Fácil demais.”

…”Eh?”

 

Entretanto Muir sentiu uma sensação macia. Não dor. Quando ela abriu seus olhos, ali estava Hiiro com a “Perfuradora” em suas mãos.

Hiiro:”Você pode se levantar?”
Muir:”EH? Sim”

Hiiro:”Então levante-se. E no caminho, se afaste.”

 

Muir olhou para Hiiro. Arnold fez um sinal de alívio já que Muir estava bem. Mas Hiiro franzia descontente com suas atitudes.

Então Muir se distanciou.

 

Hiiro:”Velhote, não fique encarando e lute!”

Arnold:”C-Cale a boca! Não reclame se você morrer!”
Hiiro:”Ridículo. Como se esses caras pudessem me matar.”

 

Arnold entrou em guarda com sua espada para atacar e sentiu um arrepio quando sentiu a sede de Hiiro por sangue.

Hiiro totalmente tinha intenção de esquartejar o inimigo. Matar sem misericórdia. Assim que ele lidava com os demônios atacando ele.

Sua hostilidade privava qualquer outra emoção e tornou-se em sede de sangue. Até os Kong Bárbaros reagiram e todos os quatro focaram em Hiiro.

 

Hiiro:”Muito problemático ficar lidando de um por um. Velhote, alinhe eles.”
Arnold:”O Que?”

Hiiro:”Só faça. Depois conversamos.”

Arnold:”Seu pequeno… ok!”

Arnold:”Eu farei isso, mas se você estiver quase morrendo, não vou fazer nada.”

Hiiro:”Que mandão.”

 

Mesmo reclamando, Hiiro recuou, curioso com o que ele iria fazer. Então Arnold segurou sua espada larga e moveu sua espada do chão para cima enquanto girava.

 

Arnold:”<<Garra do Vento Explosivo>>!”

 

Repetinamente uma grande explosão surgiu de cima para o chão, não, com Arnold como centro. Até Hiiro, se abalou. Os demônios com maestria foram levantados no ar com nenhuma forma de resistir.

Hiiro:”Oho, nada mal.”

 

Vendo isso, Hiiro expressou sua admiração. Arnold poderia ter atacado eles a qualquer hora, mas ele não o fez porque Muir estava por perto.

( Eu não sinto nenhum poder mágico aqui. Isso não é mágica?)

Assim, os kongs estavam alinhados como Hiiro pediu.

 

Arnold:”Hmm, tudo bem se estiverem no ar?”

Hiiro:”Sim, perfeito.”

 

Hiiro concentrou seu poder mágico na ponta de seu dedo e escreveu “Estender” na lâmina. Sim, ele usou <<Magia das Palavras>>.

 

Hiiro:”Retalhe, perfuradora!.”

 

Então, rapidamente a lâmina se estendeu através dos Kong Bárbaros. Suavemente atravessou suas carnes, não sabia-se se era por causa da gravidade ou pela afiação da espada.

Arnold estava de boca aberta com a cena. Conhecendo um pouco disso, Hiiro lentamente deixou sua espada cair na sua frente depois que ele teve certeza que perfurou todos os quatro.

O grande choque do impacto foi sentido no chão. Os quatro estavam agrupados juntos através da Perfuradora estendida.

 

Hiiro:”Um churrasquinho de Kong Bárbaro pronto.”

 

Com essas palavras o fim da batalha foi sinalizado.

 

Se você encontrou um erro de ortografia, ou quer oferecer uma sugestão, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.

Notas do Tradutor   [ + ]

1. Me parece uma mandrágora
2. Hound é cão de caça, normalmente do inferno, pense no cerberus

View Comments

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: