Konjiki no Word Master

Konjiki no Word Master 77 : Novos Companheiros de Viagem


1/4


 

 

Lilin:”Como eu disse antes, as únicas pessoas neste quarto são você e eu. Não há como outras pessoas nos ouvir. Então, você pode me contar tudo.”

Hiiro:”Você se preparou meticulosamente, huh?”

 

O propósito todo de trazer Hiiro ao quarto dela era primeiramente porque ela estava interessada nele. Especificamente, ela estava interessada na rara magia conhecida como [Magia das Palavras].

 

Lilin:”Primeiro, vendo que você pode ler este livro, você realmente não é um herói?”
Hero:”Eu não sou um herói.”
Lilin:”…Deixe me reformular a frase, você sabe o que é um herói?”

 

Assim que ela lançou a questão a Hiiro, ele se perguntou a razão do profundo interesse neles.

 

Hiiro:”Posso perguntar algo antes?”
Lilin:”Que?”
Hiiro:”Porque você está interessada nos heróis?”
Lilin:”Uma pessoa invocada de outro mundo é muito mais interessante comparada a esses vivendo nessa sociedade chata.”
Hiiro:”Chata? Uma guerra quase começou a um tempo atras…”

 

A ameaça de uma guerra estava ainda presente.

 

Lilin:”Eu não estou interessada na guerra. A história da humanidade é uma história de guerra. Eu vivi por muito tempo. Você acha mesmo que eu não tive contato com a guerra antes?”

 

Analizando o que ela disse, Hiiro pode assumir que ela viveu por um longo período de tempo onde ela testemunhou várias guerras. Havia a chance dela ter participado de alguma delas também. Hiiro presumiu que essa era a razão de uma guerra não chamar a atenção dela.

 

Hiiro:(Se ela fosse uma dessas pessoas famintas por conflito seria difícil lidar com ela.)

Hiiro estava aliviado que a garota na sua frente não tinha entecesse neste tópico. Se ela tivesse, ele poderia ter de participar na guerra.

Lilin:”Você disse que não é um Herói, mas você não é um habitante de Edea, certo?”Hiiro:”Haah, parece que não vai fazer mal lhe contar… mas não conte a ninguém, certo?”

 

Hiiro queria confirmar pela segunda vez.

 

Lilin:”Eu já lhe disse isto várias vezes. Você acha que eu pareço uma pessoa que iria espalhar informação?”

 

Hiiro encarou ela por um tempo. Ela fez uma cara descontente com sua boca e sobrancelhas. Olhando tal face, suas expectativas caíram. Ele sentia que estava falando com uma criança.

Era verdade que ela tinha as mesmas preferências que ele. Enquanto a curiosidade dela fosse saciada, ela estava satisfeita. Em adição a isto, ela não parecia uma pessoa que iria compartilhar o que ela sabe facilmente.

Lidando com os riscos, Hiiro podia sentir que se ele respondesse todas as questões dela, seus segredos não seriam espalhados para o resto do mundo. Ela, como Hiiro, era também usuária de uma Magia Única.”

 

Hiiro:”Entendo, entretanto vou lhe dizer isto somente uma vez.”
Lilin:”Que? Porque?”
Hiiro:”Se você não gosou, eu vou falar mais uma vez depois de confirmar que isto é real.”

Hiiro mostrou a permissão dela para a [Grande Biblioteca de Fortuna] enquanto dizia isto.

Lilin:”Sério! Você acha que eu lhe dei uma cópia barata?”
Hiiro:”Não, mas eu não tenho certeza. Eu não sei como é o verdadeiro. Eu não quero ser fisgado por uma isca falsa.”

Depois de dizer isto, ele pegou do bolso dele uma petala dourada; uma petala dourada que ele pegou no caminho a este quarto. Quando Lilin viu isto, seus olhos se arregalaram.

Hiiro:”Eu já estou cheio… de ser enganado por você.”

 

Ela cerrou os dentes.

 

Lilin:”Kukuku, você é um pirralho interessante. Eu vou te dizer, eu vou fingir que não ouvi nada.”
Hiiro:”Hm? Não tem problema?”

Hiiro ficou surpreso com a resposta.

Lilin:”Sim, é muito mais interessante te observar e descobrir tudo sobre você.”
Hiiro:”Isso não é um traço de uma personalidade ruim?”
Lilin:”Kukuku, o que você está falando? Você achou que eu era uma boa pessoa?”
Hiiro:”Não me importa.”
Lilin:”Huhaha, bem dito. Você está se tornando mais interessante. Ok então, vamos declarar isto.”
Hiiro:”….?”

 

Lilin intencionalmente apontou seu dedo para Hiiro.

 

Lilin:”Eu definitivamente vou lhe tornar meu. Só Espere.”

Ela disse com uma curiosidade sem fim, sua pupila brilhava como uma criança que recebeu um novo brinquedo.

Hiiro sorriu e respondeu.

Hiiro:”Se você acha que pode, então me prove.”

 

Ele proferiu tal oração de forma que um jogo ali iria se iniciar. Ele começou a sentir um senso de conforto. Era diferente do conforto que ele sentiu junto a Arnold e Muir. Honestamente, Hiiro precisava estar alerta enquanto interagia com Lilin, mas, ele involuntariamente achava isto interessante.

(Além disso, se eu me relacionar com uma pessoa como ela, ela pode ser uma fonte de força ou poder no futuro)

Apesar que era o mesmo ao interagir com Rarashik, como se ele estivesse dançando na palma da mão de Lilin, a ansiedade de Hiiro começava a subir. Principalmente porque ela era forte e ele não podia baixar a guarda perto dela, Hiiro estava apostando em usar ela como forma de tornar-se mais forte.

 

Hiiro:”Então, eu lhe respondo.”

 

Hiiro jogou a permissão de volta a Lilin que a catou no ar enquanto ele procedia para deixar o quarto.

Lilin pegou a permissão e brincou um pouco com ela antes de sorrir. Em seguida, ela retornou a permissão para o local de origem. Entretanto, algo estranho ocorreu quando ela fez isso.

Antes, quando Hiiro olhou a permissão, era claro que a permissão tinha o mais alto nível, “andar 5”, com uma marca dourada carimbada nela. Entretanto, a permissão por alguma razão, tornou-se prata.

Ela olhou as petalas que Hiiro soltou no chão enquanto ela exalou.

 

Lilin:(Kukuku, agora vou ter algo para me ocupar)

 

Um par de olhos escarlates brilharam no quarto iluminado a velas.

Um dia após destes eventos, ela reuniu todos no quarto e declarou.

 

Lilin:”Vamos a uma jornada”

 

Hiiro não estava surpreso com o anúncio já que ele esperava isso. Entretanto, o mesmo não podia ser dito pelos outros dois. Silva encarou eles com uma expressão espantada enquanto Shamoe chorava.

 

Shamoe:”Fu~e~e~e~e?”
Lilin:”Com o que você está surpresa?”
Shamoe:”E-e-eu estou muito surpresa. P-p-porque nós estamos indo em um jornada?”

 

Era uma questão natural para Shamoe. Mas Lilin tinha uma expressão neutra enquanto movia seus lábios.

 

Lilin:”A razão é, eu vou me juntar a jornada desta pessoa.”
Shamoe:”Hiiro-sama…”
Lilin:”un!”

 

Silva repentinamente abriu os olhos e-

 

Silva:”mumumu!”
Silva:”Mestre não acredito! Você tem a mim e ainda sim se apaixonou por Hiiro-sama? Por favor diga que não é isto! Se você está se sentindo solitária, você pode sempre ter um homem com uma alma apaixonada e um coração quente para lhe abraçar.”
Lilin:”Não é isso seu idiota”

 

Irritada pela completa confusão de Silva, ela chutou a cabeça dele, fazendo ele cair no chão.

 

Shamoe:”S-Silva-sama”

 

Shamoe ficou aflita enquanto ela tentava lidar com o atual espetáculo. Lilin cruzou os braços enquanto dizia.

 

Lilin:”Ouça bem, eu fiz um acordo com esta pessoa. Os termos do acordo entretanto são secretos.”

 

Os conteúdos não eram importantes, entretanto, ela não podia dizer.

 

Lilin:”Por causa do acordo, eu devo seguir esta pessoa.”
Shamoe:”Para onde?”
Lilin:”A capital dos Demônios, Xaos.”

 

Ao ouvir este nome, Silva levantou-se vigorosamente enquanto olhava para os olhos de Lilin.

 

Silva:”Você não deve ir até lá.”
Lilin:”Por qual razão?”

 

Lilin também foi pega de surpresa quando o mordomo invencível ressussitou repentinamente.

 

Silva:”Não vá. Não vá. Por favor não vá! Não vá para Xaos.”

 

Os outros três olharam para Silva.

 

Silva:”Aquele lugar é uma cidade! Você já sabe, né? É um lugar com várias pessoas! Em tal lugar, o que você acha que aconteceria com uma preguiçosa, que não sai de casa, fofa e linda princesa?”

 

Apesar de ter uma intenção escondida nessa fala, todos eles ficaram em silêncio por um tempo e ouviram.

 

Silva:”Se você vagar em um lugar tão grande, há a chance de você se perder. Aproveitando-se desta oportunidade, um verme pode se aproximar de você e te levar para um beco isolado e… e bufofofo!”

 

Para a surpresa de todos, uma substância vermelha começou a sair do nariz de Silva por alguma razão.

Com um chute maravilhoso de Lilin, o velhote pervertido ficou preso no teto.

 

Hiiro:(Este lugar é definitivamente caótico)

 

O mordomo em particular…

(Não tem como alguém que está no lv 148 ser capturada facilmente por um cara.)

Ela iria definitivamente virar a mesa.

 

Lilin:”A chuva vermelha enfraqueceu. Ela vai cessar esta noite. Nós vamos conseguir partir então façam suas preparações. Além disso, Silva é anormal. Shamoe, quebre os ossos dele e dê para os pássaros.”
Shamoe:”Eh, ah, Sim!… Ah, não, digo…”

 

A maid estava incerta sobre o que deveria fazer. O mordomo estava com a cabeça atolada no teto. A pequena garota somente movia-se em linha reta aos seus objetivos.

(Ir em uma jornada com essas pessoas… é depressivo.)

Quando ele foi para o quarto de Lilin, não importa se a permissão era real ou falsa, haveria um resultado. Se fosse falsa, ela não teria escolha a não ser levar a permissão para Xaos e completar o acordo.

Também, mesmo se fosse real, havia a possibilidade dele não poder usar a permissão sem a presença dela. Ele poderia fazer algo com a [Magia das Palavras], como copiar a permissão. Entretanto, seria suspeito uma pessoa normal ter tal permissão.

Ele poderia se disfarçar como Lilin e usar ela. Entretanto, se a permissão fosse falsa, ele não iria poder fazer nada. Ele pensou em várias outras coisas que estavam em sua mente ,mas ele poderia somente usar a força caso falhasse.

Como ela estava interessada nele, Hiiro determinou que ela poderia ou aprisionar ele ou acompanhar ele na jornada. A possibilidade de ambas era muito grande. Hiiro fez suas preparações quando ele ouviu Silva dizer que Lilin possuia grande força bruta.

Do acordo da ultima noite, ele entendeu o porque ela queria ir na jornada com ele. Também, se ela fosse junto, claramente os outros dois viriam no pacote. Isso porque, por alguma razão, Shamoe e Silva eram ligados a ela.

Mais três pessoas seria problemático. Hiiro gostava de viajar sozinho. Entretanto, desde que veio a este mundo, ele pensou que viajar sozinho com outras pessoas não era algo ruim.

Arnold, Muir e agora Mikazuki. Apesar de ser bom viajar sozinho, era mais interessante viajar com outros.

Havia muitas coisas que Hiiro não sabia sobre o continente dos demônios. Lilin e os outros dois provavelmente sabiam muito. É uma ótima oportunidde de aprender algo durante a jornada.

Hiiro:(Se algo acontecer, posso usar a palavra [Transferir para escapar.)

Se você encontrou um erro de ortografia, ou quer oferecer uma sugestão, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.


View Comments

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: