Law of The Devil

Law of The Devil 03 – O Caminho da Magia


Rumores espalharam-se imediatamente na cidade imperial. O filho retardado da família Roland fez seu professor ir embora.

 

Pessoas alegremente falavam sobre coisas infelizes acontecendo com uma pessoa significante.

 

O conde Raymond também cometeu um erro quando ele ofereceu a recompensa para encontrar uma pessoa que fizesse seu filho falar. Este evento tornou Duwei  famoso na cidade e tornou-se um tópico de entretenimento.

 

Neste dia, o conde foi ver seu filho novamente, e acompanhando um homem em vestes cinzas, um chapéu pontudo cinza, com dedos finos, e olhos nublados. Este homem emitia um cheiro desagradável de velho e podre.

 

“Mago Clark, este é meu filho.” O conde disse educadamente. “Você poderia verificar se ele tem algum talento no caminho da magia, mesmo que só um pouco?”

 

Se ser um mago era um trabalho, então este trabalho era o mais prestigioso. Em qualquer lugar do mundo, os magos eram símbolos de elitismo. Eles tem os privilégios da nobreza, e recebem os melhores tratamentos. Um mago forte pode rivalizar um pequeno exército durante a guerra. Qualquer país quer recrutar um mago, não só por sua habilidade, mas eles também não iriam ameaçar estes no poder. Um mago gasta quase toda sua vida em pesquisas e meditação para acumular mana. Quase todos eles não tinham os desejos de uma pessoa comum. O maior objetivo é buscar a verdade da magia.

 

Mas o conde não queria que seu filho torna-se um mago. Por conta que os magos eram temidos por todos, como monstros. Eles eram lógicos demais, solitários, estranhos, e focados em sua pesquisa. [1]Sou um mago ? O.oNenhuma mulher quer ter alguma relação com um monstro que mora no laboratório. Nenhuma nobreza vai convidar um mago frio para festas. E nenhum rei vai dar poder político a um deles.

 

Duwei era o herdeiro da família Roland. Ele precisava se casar, ter filhos, participar de eventos sociais dos nobres. Mas o que ele pode fazer se ele não se tornar um guerreiro ou um estudante? O caminho da magia é o único que resta.

 

O conde levou Clark e seu filho para uma sala privada.

 

“Ouça criança.” Clark pegou um frasco e jogou um pouco de um pó dourado na ponta de seu dedo. Ele desenhou um círculo ao redor da sala e olhou para Duwei. “Eu conjurei um selo. Ninguém vai ouvir nossa conversa aqui. Agora me diga criança, o que você acha que é a magia?”

 

O que é magia? Duwei hesitou em responder. Ele tinha muito curiosidade sobre a magia deste mundo. Afinal, havia muitas lendas sobre magia. Mas sua impressão de magia envolve realizar uma Aria, então coisas mágicas acontecem.

 

Vendo que Duwei permanecia em silêncio, Clark riu e pensou que essa questão era profunda demais para uma criança. “Magia é o poder dado pelos deuses aos humanos. É o caminho para chegar ao poder absoluto. Para entender eles mesmos, e entender este mundo, e chegar ao maior presente cedido por deus aos humanos.”

 

A voz de Clark parecia sagrada. Entretanto isto não afetou Duwei. Ele continuou em silêncio e sem expressão. Clark pegou uma bola de cristal de seu manto.

 

“Poder espiritual é usado para medir se uma pessoa tem talento para magia, apesar que este não é o único padrão, é o mais importante. Agora, deixe-me medir seu talento em mana.”

“Poder espiritual? Mana? Os magos não são os únicos com mana?” Duwei finalmente abriu sua boca.

“Quem lhe contou tal imprecisão? A mansão dos Roland não tem ninguém com senso comum? Poder espiritual é o que as pessoas normais dizem, nós chamamos de mana. Magos podem usar técnicas de meditação para aumentar sua mana, então usamos ela para observar o mundo, os segredos da natureza, e todo tipo de energia na natureza. Somente pessoas com mana alta o suficiente podem fazer isto. Magia é o uso de técnicas para controlar a energia da natureza com a mana.

“Eu entendi. Poder espiritual é mana, e mana é um tipo de ativador. Magos usam este ativador para emprestar o poder da natureza.”

“Difícil de acreditar que isto vem de uma criança de 5 anos. Você é esperto, porque eles te chamam de retardado?”

 

Duwei não respondeu sua questão e só encarou Clark. Clark não queria gastar seu tempo em tais questões também e prosseguiu.

 

“A natureza possui muitos elementos. Cada um deles é uma fonte de poder. Chuva, raio, tempestade, vento, até os movimentos do sol e da lua, vida e morte das plantas. Um grande mago pode observar todos os pequenos elementos. Sua metáfora com o ativador é interessante. Como você disse, quando seu nível é alto, você pode manipular uma grande quantidade de energia.”

“Então é assim. Eu pensei que o poder de um mago vinha de seu corpo.”

“Eu tenho que perguntar, quem te ensinou tal coisa. Até um estudante de magia sabe este senso comum. O poder humano é limitado. Não importa o quão forte você é, tem um limite. Mas magos podem fazer o que pessoas normais não podem. Ainda sim, este poder não é seu. Através da magia nós emprestamos o poder da natureza. E neste mundo, deus criou nós e o mundo. Então quando nós estamos usando magia, estamos usando o poder de deus. Lembre-se, deus criou os humanos. Humanos não podem possuir poder igual ao de deus. Isto é um taboo.”

“Estou curioso. Porque a família Roland tem alguém como você que não possui senso comum. Eu te aviso para não dizer que poder vem do corpo do mago novamente. Você vai ser queimado na frente de um templo. Porque suas palavras questionaram deus. ”

 

Duwei permaneceu em silêncio novamente.

 

Se você encontrou um erro de ortografia, ou quer oferecer uma sugestão, selecione o texto e pressione Ctrl + Enter.

Notas do Tradutor   [ + ]

1. Sou um mago ? O.o

View Comments

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: